Relatório secreto vincula Coreia do Norte a ataque cibernético WannaCry

:: El Pais em 17/06/2017 11:36 ::

A ameaça de Pyongyang vai além dos mísseis. A Coreia do Norte esteve por trás do vírus WannaCry, que afetou, no mês passado, 300.000 pessoas em 170 países. Foi isso que estabeleceu, com “confiança moderada”, a Agência de Segurança Nacional (NSA), depois de analisar os objetivos, técnicas e táticas empregados neste ataque de escala mundial.

O relatório secreto, adiantado pelo The Washington Post, constata que o vírus foi lançado por um grupo chamado Lazarus, mas controlado pelo regime norte-coreano. O objetivo supostamente era arrecadar dinheiro. Mas não foi bem sucedido. Os hackers recolheram apenas 140.000 dólares (equivalente a 460.00 reais) em bitcoins, uma moeda virtual. O saque, por causa de falhas técnicas, não pode ser concretizado por medo de deixar rastros.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios