Supremo envia irmã de Aécio a prisão domiciliar, mas adia decisão sobre senador

:: El Pais em 20/06/2017 17:56 ::

O Supremo Tribunal Federal determinou nesta terça-feira que Andrea Neves, irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), cumpra a partir de agora prisão domiciliar. Andrea, braço-direito do tucano, estava presa desde 18 de maio como resultado de operação derivada da delação da JBS. A decisão foi tomada pela primeira turma do Supremo, que tem cinco membros. O pedido de prisão do próprio Aécio Neves, previsto para ser analisado nesta terça, foi, no entanto, adiado. O ministro relator do caso, Marco Aurélio de Mello, decidiu ter mais tempo para analisar um pedido da defesa que quer que o caso do senador seja analisado pelos 11 ministros da corte, e não só pela primeira turma.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios