UFJF é a 19ª melhor universidade do país, segundo índice do MEC

:: UFJF em 20/06/2017 18:47 ::

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) está em 19º lugar no ranking do Índice Geral de Cursos (IGC), divulgado pelo Ministério da Educação (MEC). O ranqueamento foi feito e divulgado pelo portal iG neste mês. Segundo o site, 230 universidades e institutos federais estão na lista. Entre as universidade mineiras, a UFJF é a quarta colocada.

O ranking é referente a 2015 e mede a qualidade de instituições de ensino superior do país. Numa escala que vai até 5, a UFJF obteve IGC de 4 e IGC contínuo de 3,7180.

O índice é medido com base em uma média ponderada das notas dos cursos da graduação e da pós-graduação de cada instituição.

O reitor da UFJF, Marcus Vinicius David, avaliou a posição da Universidade no ranking. “Percebemos nessa avaliação que a Universidade vem apresentando um desempenho crescente. Podemos tirar como conclusão que temos uma graduação de altíssima qualidade e uma pós-graduação que vem se consolidando. Nossa expectativa é que o desempenho tenda a ser cada vez melhor, em função dessa graduação que já é de qualidade e de uma pós-graduação que vem crescendo e conquistando qualidade cada vez maior. É um resultado muito expressivo e que orgulha a todos nós.”

O pró-reitor adjunto de Graduação, Cassiano Caon Amorim, comemora o resultado positivo obtido em tempos de redução no orçamento das universidades federais. “Eu acho que nesse momento de escassez de recursos, de financiamentos das universidades federais impactados pela crise econômica, pela crise política que o país vive, é importante destacar o papel das universidades federais nesse ranking. Entre as melhores e maiores universidades do país, destacam-se as universidades públicas federais. E dentre elas, a Universidade Federal de Juiz de Fora”, afirma.

Para o pró-reitor adjunto, a união de esforços dos funcionários da Universidade é fundamental para a boa avaliação da UFJF. “Tem sido feito um esforço muito grande, apesar do período de dificuldades que a gente enfrenta, para poder qualificar os cursos, seja pelo aspecto infraestrutural, seja pela qualidade de corpo docente, dos técnicos educacionais que trabalham no conjunto da Universidade para oferecer uma graduação de qualidade. E isso impacta na avaliação. Apesar de tudo que a gente destacou, acredito que a Universidade Federal de Juiz de Fora tem feito o dever de casa, ou seja, tem conduzido a organização, a sistematização dos seus cursos de maneira a ser bem avaliada pelos indicadores que o MEC determina”, avalia.

UFJF tem sido avaliada de forma positiva

O Exame Nacional de Desempenho de Estudante (Enade) é uma das variáveis consideradas para o cálculo do IGC. A prova serve para avaliar o desempenho de estudantes da graduação, de acordo com os conteúdos previstos no currículo de cada curso. O Enade é organizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao MEC.

A diretora de Avaliação Institucional da UFJF, Michèle Farage, ressalta as boas avaliações que a Universidade vêm obtendo do Inep. “A atual administração vê a avaliação tanto externa quanto interna como instrumento fundamental para o autoconhecimento e a tomada de consciência da nossa realidade, visando o aperfeiçoamento contínuo. Isso vem se refletindo nos bons resultados que os cursos de graduação têm alcançado durante as visitas in loco do Inep, tanto ao campus de Governador Valadares, para os cursos novos, quanto ao campus de Juiz de Fora, para as visitas de renovação de reconhecimento e também reconhecimento de cursos novos”, conta.

Segundo a diretora, os resultados de avaliações de desempenho da Universidade são verificados com atenção. “A administração superior não mede esforços para isso (os bons resultados da instituição) e cada relatório de avaliação é analisado com muito cuidado, tanto no âmbito dos cursos quanto pela administração superior”, finaliza.

Os dados completos podem ser vistos no site do MEC.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios