Estudo sugere centralização dos pedidos de viagens formativas na UFJF

:: UFJF em 13/07/2017 22:44 ::

35060551614_9f15e0927c_z-630x431.jpg

Edilvana Lopes defendeu a dissertação “A gestão de processo no ensino de graduação: estudo sobre as demandas de visitas técnicas e trabalhos de campo na Universidade Federal de Juiz de Fora” (foto: Alexandre Dornelas/UFJF)

Um estudo feito pela mestranda em Gestão e Avaliação da Educação Pública (Caed), da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Edilvana Mara da Silva Lopes, identificou a necessidade da implementação de um sistema que centralize a distribuição de recursos para viagens formativas na UFJF.

Edilvana é técnica administrativa em educação da UFJF.

Segundo Edilvana, atualmente, os pedidos para custeio de viagens formativas são feitos por alunos e professores diretamente às direções das unidades acadêmicas. “A centralização iria atender melhor às necessidades dos alunos e fomentar práticas educacionais realizadas fora das salas de aula, como trabalhos de campo, visitas técnicas, participação em eventos e atividades acadêmicas, científicas e culturais”, defende a mestranda.

A fim de identificar a melhor maneira de gerenciar o custeio das viagens formativas, Edilvana entrevistou coordenadores de cursos da UFJF, questionando sobre a importância da questão e o atual financiamento de atividades do tipo. “Por meio dos depoimentos, identificamos que grande parte do coordenadores também acredita que é preciso centralizar a gestão desses recursos, em prol da melhor circulação das informações e da clareza nos critérios de distribuição.”

Paralelamente às entrevistas, a mestranda analisou relatórios de viagens formativas realizadas fornecidos pela Pró-reitoria de Infraestrutura e pelo Centro de Gestão de Conhecimento Organizacional (CGCO) da UFJF.

A sugestão de Edilvana é que as demandas por viagens formativas sejam recebidas pela Pró-reitoria de Graduação e não mais diretamente nas unidades. Ela propõe a criação de uma comissão composta por todas as representações acadêmicas para definir os critérios para a implementação de um sistema integrado ao Sistema Integrado de Gestão Acadêmico (Siga). “Trazendo as demandas para a instituição, vamos permitir que todos possam pleitear viagens formativas. É muito comum que os recursos para viagens sejam destinados para questões administrativas, mas é preciso garantir o lado pedagógico, favorecendo melhores práticas de ensino fora da sala de aula.”

O professor orientador da dissertação, o pró-reitor adjunto de Graduação da UFJF, Cassiano Caon Amorim, destaca que “a pesquisa realizada pela Edilvana é fundamental para a gestão de processos na Graduação da UFJF. Conhecemos pouco como os diferentes cursos da universidade usam os trabalhos de campo, as visitas técnicas, as viagens pedagógicas, como instrumentos formativos significativos na Graduação. A dissertação propõe uma sistematização de ações para aprimorar elementos de gestão e pedagógicos desses instrumentos. Uma pesquisa fundamental para conhecermos melhor a UFJF.”

Contato:
Edilvana Mara da Silva Lopes
edivana.mara@ufjf.edu.br

Banca examinadora:
Prof. Dr. Cassiano Caon Amorim (orientador – UFJF)
Prof. Dr. Marcos Tanure Sanábio (UFJF)
Profa. Dra. Ligia Cristina Ferreira Machado (UFRRJ)

Outras informações: 0800 7273 141 – opção 3 – Mestrado Caed

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios