Brasil se mantém no topo de ranking de mortes de ambientalistas

:: GGN em 14/07/2017 17:44 ::

Categoria:

Direitos humanos

morte_ambientalistas_-_globalwitness.jpg

Foto: Global Witness

Jornal GGN – O levantamento Defensores da Terra, realizado pela organização não governamental Global Witness, mostra que o Brasil continua liderando o ranking dos países com mais mortes de ativistas ambientais.

No mundo todo, aos menos 200 ambientalistas foram assassinados em 2016, o maior número de mortes registrado em um ano pela ONG.

A organização aponta que o número pode ser ainda maior, tendo em vista que muitos homicídios não são relatados e nem investigados.

Do total das vítimas, 40% são indígenas, e 60% dos casos registrados aconteceram na América Latina. O Brasil aparece com 49 mortes, seguido pela Colômbia, com 37 assassinatos, Filipinas (28), Índia (16) e Honduras (14). Em 2015, o Brasil também liderou o ranking.

Outro ponto destacado pela pesquisa é o fato de que a violência contra os ambientalistas está se espalhando pelo mundo, sendo que foram documentados assassinatos em 24 países no ano passado, contra 16 em 2015.

leia mais

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios