Luto pelos animais de estimação pode ser tão penoso quanto o luto por outras pessoas?

:: El Pais em 15/07/2017 14:04 ::

Quando Ada Menéndez perdeu seu gato Rodolfo depois de uma longa convalescença, tomou a decisão de procurar ajuda psicológica para lidar com a ausência do animal de estimação com o qual viveu por quase 12 anos. Depois de se despedir dele e de guardar suas cinzas, Menéndez foi ao Espacio Ítaca, um centro espanhol onde psicólogos e terapeutas ajudam aqueles que acabaram de perder um animal de estimação. “Eu fiquei muito mal porque o Rodolfo ficou comigo durante toda a vida dele, vivemos só nós dois durante muito tempo e tínhamos uma relação muito especial”, conta Menéndez ao Verne.

“Para mim, não era apenas um animal de estimação, era parte da minha família”.

Seguir leyendo.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios