As digitais da Volks nas torturas da ditadura, por Marcelo Auler

:: GGN em 29/07/2017 10:02 ::

Categoria:

Ditadura

Foto copiada do Núcleo Piratininga de ComunicaçãoVolks-ditaduratortura02.jpg

do Blog de Marcelo Auler

As digitais da Volks nas torturas da ditadura

por Marcelo Auler

As promíscuas relações da então maior empresa privada da América Latina, a Volkswagen do Brasil – primeira filial fora da Alemanha, instalada em São Bernardo do Campo (SP), em 1959 – com a ditadura civil-militar instaurada no Brasil em 1964 vieram a público.

Não tanto no Brasil, palco e alvo destas relações, mas com bastante repercussão na Alemanha. Lá, um canal público de TV lançou o documentário, que já tem versão em português: “Cúmplices? A Volkswagen e a ditadura militar no Brasil“.

A partir da saga de Lúcio Antônio Bellentani, operário da Volks e militante do Partido Comunista Brasileiro (PCB), que em 1972, aos 27 anos, foi preso às 23h30, na ferramentaria (Pavilhão 8) da fábrica de São Bernardo do Campo, o filme narra o envolvimento da empresa e seus diretores – notadamente o Departamento de Segurança Industrial, comandado por militares brasileiros -, com a repressão política.

leia mais

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Anúncios