Tomás Pernías: Ao criar o médico “just in time”, reforma trabalhista desvaloriza profissão, reduz salário e piora condições de trabalho

:: Viomundo em 23/08/2017 21:44 ::

temer-e-medicos.jpg

O médico e o monstro – A reforma trabalhista e o exercício da medicina no Brasil

Uma das alterações mais prejudiciais da reforma trabalhista é a instituição do contrato intermitente, o trabalhador just in time. Nesta modalidade de contrato, o médico – que deverá ficar disponível 24 por dia – será solicitado a prestar seus serviços conforme as demandas especificas da empresa, hospital ou clínica em questão – é a uberização da profissão médica.

por Tomás Rigoletto Pernías, no Le MOnde Diplomatique, sugestão de Íon de Andrade

No dia 13 de julho, foi sancionada pelo Presidente Michel Temer o Projeto de Lei da Câmara 38/2017, a reforma trabalhista, que alterou profundamente a CLT.
Continuar lendo

Carone, exclusivo: Com a benevolência de delegado da PF, Aécio Neves vive como se estivesse sob guarida dos plenos poderes do Estado Novo

:: Viomundo em 23/08/2017 18:57 ::

aecio-e-aeronautica.jpgFoto histórica: Manifestação de integrantes da Aeronáutica sobre a apuração da morte do Major Vaz, no episódio que ficou como o atentado da rua Rua Tonelero, no Rio de Janeiro.

por Marco Aurélio Carone, especial para o Viomundo

No dia 9 de agosto, toda a mídia de notícia informou: Polícia Federal isenta senador Aécio Neves (PSDB-MG) no caso Furnas.

No relatório enviado ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o delegado Alex Levi Rezende, encarregado da investigação, concluiu:

“A partir do conteúdo das oitivas realizadas e nas demais provas carreadas para os autos, cumpre dizer que não é possível atestar que Aécio Neves da Cunha realizou as condutas criminosas que lhe são imputadas”.
Continuar lendo

Ao vivo, em instantes: Comissão de Direitos Humanos debate autos de resistência

:: Viomundo em 23/08/2017 14:42 ::

20800267-1248897641881077-3667389320737534571-n.jpg

CDHM debaterá os autos de resistência

da CDHM

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) promove hoje (23.08), às 14 horas, no Plenário 9 do Anexo II, audiência pública sobre autos de resistência seguida de morte nos boletins de ocorrência e inquéritos policiais.
Continuar lendo

Sind-UTE/MG denuncia: Prefeito de Ribeirão das Neves corta professores; 70 escolas serão afetadas; ouça áudio

:: Viomundo em 23/08/2017 02:57 ::

sindute-5.jpg

Prefeitura de Ribeirão das Neves corta cargos de professores e promove desmonte da Educação no município

do Sind-UTE/MG

O Sind-UTE/MG, Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais, repudia a decisão da Prefeitura Municipal de Ribeirão das Neves que inicia, esta semana, o corte de professores eventuais, que são aqueles que fazem a substituição dos professores regentes em caso de faltas ou afastamento médico.
Continuar lendo

Sindireceita: Ajuste fiscal é enganação; objetivo é a destruição dos serviços públicos brasileiros

:: Viomundo em 23/08/2017 01:42 ::

terra-arrasada.jpg

Não é ajuste fiscal! É a destruição do serviço público que vai afetar a vida de todos os brasileiros

do Sindicato dos Analistas–Tributários da Receita Federal (Sindireceita), sugestão de Débora Calheiros

Primeiro é preciso que fique absolutamente claro: as propostas de mudança no serviço público federal anunciadas pelo governo não têm nenhuma capacidade de contribuir e ou relação com o ajuste fiscal e a melhora das contas públicas.

Celebradas por setores privilegiados da sociedade, acostumados a fazer lobby e ser atendidos em programas de parcelamento e reduções expressivas de juros e multas de impostos e dívidas tributárias, as propostas apresentadas pelo governo se resumem a um pacote de medidas cujo único objetivo é desestruturar definitivamente o serviço público brasileiro.

Ao anunciar o pacote de medidas, o governo atual elege o serviço público e os servidores como parte responsável pelo caos nas contas públicas, quando na verdade foram ações e escolhas políticas de governos destinadas a beneficiar setores privilegiados do País que levaram a economia brasileira ao estágio atual.

Mais do que isso, além de não resolver o déficit orçamentário, as medidas propostas irão, na verdade, agravar ainda mais o quadro, podendo levar o País a uma grave paralisia.

Adiar de 2018 para 2019 a implementação de parcelas de reajustes salariais, todos aprovados em lei, não irá gerar economia significativa aos cofres públicos, mas, seguramente, obrigará o governo a administrar crises, mobilizações, paralisações e greves que irão eclodir em todo o serviço público brasileiro.

A atitude do governo também provocará uma avalanche de ações judiciais, por descumprimento de leis, que consumirá tempo e recursos da máquina pública.
Continuar lendo

Sargento da Aeronáutica que ameaçou Maria do Rosário acha comandantes das Forças Armadas “frouxos”

:: Viomundo em 22/08/2017 23:57 ::

captura-de-tela-2017-08-17-axxs-01.55.07.png

Da Redação

O homem que incluiu o número de telefone da deputada Maria do Rosário (PT-RS) em um grupo do whatsapp e passou a ofendê-la e ameaçá-la define os comandantes das Forças Armadas — ou seja, seus próprios superiores hierárquicos — como frouxos.

É o sargento da Força Aérea Brasileira Aldimar Torres da Silva, segundo Katia Guimarães, do Socialista Morena.

A deputada petista, em ofício, descreveu as agressões feitas pelo sargento e por duas outras pessoas: “Pela maioria do teor dos comentários gerados, é visível que as publicações não tinham outra finalidade a não ser ameaçar, incitar a violência, o crime, atacar a honra e dignidade da representante”.

O Viomundo chegou a conversar por telefone com Aldimar.

Ele confirmou que havia feito as ofensas a Maria do Rosário, disse ser da roça, ter 15 filhos e ser muito católico — obviamente, mentiras para não ser identificado.

Também afirmou que foi um erro de Adolf Hitler não ter eliminado todos os judeus na Segunda Guerra Mundial.

Para efeitos legais, a deputada Maria do Rosário pediu à Polícia Federal que identifique Aldimar oficialmente, além de acionar a direção da Câmara pedindo proteção contra bolsominions como o sargento.

Em tese, ele pode ser processado por ameaça.

Ao adicionar a deputada, Aldimar escreveu: “maria de merda, filha da puta, bandida, comunista de merda e traidora da nação”.

Depois, ele e outros integrantes do grupo acrescentaram áudios com ofensas.

Num dos áudios, Aldimar acusa os comandantes das Forças Armadas de serem “frouxos”, da “mesma laia da deputada”, pois deveriam dar um golpe e eliminá-la.

Aldimar foi identificado por internautas no mesmo dia em que a deputada denunciou as ofensas no twitter.

O Viomundo tentou contatá-lo seguidamente, sem sucesso, depois que Maria do Rosário anunciou que acionaria a Polícia Federal.

Publicamos com exclusividade o conjunto de áudios de três integrantes do grupo do whatsapp Bolsonaro 2018.

Abaixo, juntamos três falas do homem que se identifica como Aldimar:

O post Sargento da Aeronáutica que ameaçou Maria do Rosário acha comandantes das Forças Armadas “frouxos” apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Atenção, educadores, estudantes, pais: STF julga nesta quarta a ilegalidade da MP do Ensino Médio

:: Viomundo em 22/08/2017 19:47 ::

reforma-do-ensino-medio-geral.jpg

por Conceição Lemes

Educadores, estudantes, pais, brasileiros preocupados com os destinos da Educação no País, atenção!

Aparentemente entidades estudantis e de trabalhadores não se deram conta.

Está na pauta do Supremo Tribunal Federal (STF) desta quarta-feira (23/08) o julgamento das ações diretas de inconstitucionalidade 5599 e 5604.

A ADI 5599 foi ajuizada pelo PSOL.
Continuar lendo

Dilma, sobre a Eletrobras: “Globo faz de tudo para distorcer os fatos e mentir sobre eles”

:: Viomundo em 22/08/2017 19:47 ::

captura-de-tela-2017-08-22-axxs-19.24.11.png

Eles estão muito felizes com a privataria de Temer. Mau sinal para o Brasil

Privatização da Eletrobrás vai causar aumento de tarifas, insegurança e apagões

Dilma Rousseff

A privatização da Eletrobras, um dos mais novos retrocessos anunciados pela agenda golpista, será um crime contra a soberania nacional, contra a segurança energética do país e contra o povo brasileiro, que terá uma conta de luz mais alta.

Um delito dos mais graves, que deveria ser tratado como uma traição aos interesses da Nação.

Maior empresa de produção e distribuição de energia elétrica da América Latina, a Eletrobras garante o acesso à energia a um país de dimensões continentais, com uma população de mais de 200 milhões de habitantes e com uma economia diversificada, que está entre as mais complexas do mundo.

A sua privatização, e provável entrega a grupos estrangeiros, acabará com a segurança energética do Brasil.

Submeterá o país a aumentos constantes e abusivos de tarifas, à desestruturação do fornecimento de energia, a riscos na distribuição e, inevitavelmente, à ameaça permanente de apagões e blecautes.

Devemos todos lembrar do ano de racionamento de energia no governo FHC.

O governo tem dois motivos principais para privatizar uma grande empresa como a Eletrobras: a aplicação da pauta neoliberal, rejeitada por quatro vezes nas urnas, e que é compromisso do golpe implantar; e o desespero para fazer caixa e tentar diminuir o impacto de um dos maiores rombos fiscais da nossa história contemporânea, produzido por um governo que prometia resolver o déficit por meio de um surto de confiança que não veio e um passe de mágica que não produziu.

Produziu, sim, a compra de votos por meio da distribuição de benesses e emendas.

O meu governo anunciou déficit de R$ 124 bi para 2016 e de R$ 58 bilhões para 2017, que seriam cobertos com redução de desonerações, a recriação da CPMF e corte de gastos não prioritários.

O governo que assumiu por meio de um golpe parlamentar inflou a previsão de déficit para R$ 170 bi, em 2016 e R$ 139 bi, em 2017.
Continuar lendo

Vagner Freitas: Distritão é estelionato eleitoral

:: Viomundo em 22/08/2017 19:47 ::

captura-de-tela-2017-08-22-axxs-19.17.06.png

Distritão é estelionato eleitoral

Por Vagner Freitas, presidente nacional da CUT

O distritão, novo sistema eleitoral que deve ser votado esta semana no Congresso Nacional, nada mais é do que outro golpe brutal na democracia brasileira.

Não é reforma política, é estelionato eleitoral, uma falcatrua que não podemos tolerar.

Se for aprovada do jeito que está sendo proposta pelo PMDB, PSDB e DEM, a nova regra beneficiará única e exclusivamente os atuais parlamentares, em especial os envolvidos em corrupção, alinhados com o capital, que votam sempre contra os interesses da classe trabalhadora.

Aprovaram o fim da CLT e se preparam para aprovar o fim da aposentadoria e, por isso, têm medo das urnas, sabem que quem traiu o Brasil e a classe trabalhadora, aprovando arrocho trabalhista e social, não vai se reeleger de acordo com as regras em vigor.

Outro item polêmico que pode ser votado esta semana na Câmara dos Deputados é o financiamento público de campanhas.

A CUT não vai se furtar a esse debate.
Continuar lendo

PT diz que Temer vai arrecadar R$ 20 bi vendendo empresa que tem receita anual de R$ 61 bi

:: Viomundo em 22/08/2017 19:47 ::

captura-de-tela-2017-08-22-axxs-19.05.22.png

NOTA DA BANCADA DO PT NA CÂMARA

NÃO À PRIVATIZAÇÃO E DESNACIONALIZAÇÃO DA ELETROBRAS

A Bancada do PT na Câmara repudia o anúncio feito pelo governo Michel Temer de privatizar a Eletrobras.

Essa é uma medida irresponsável e entreguista que afeta os interesses de toda a população brasileira.

É uma mudança geral e drástica do marco regulatório do setor elétrico, criado nos governos Lula e Dilma, que proporcionou segurança energética e expansão do parque gerador e de transmissão.

O governo atual propõe a privatização do Setor Elétrico Nacional sem levar sequer em consideração impedimentos constitucionais referentes ao controle da Eletronuclear e aos acordos binacionais.

É mais uma medida anunciada pelo governo sob o pretexto de que o aumento do déficit fiscal justificaria a privatização de empresas e o desmonte do Estado.

A lógica do “precisamos vender e demitir senão o rombo aumenta” tem sustentado esses crimes contra o patrimônio público.

A intenção de vender a Eletrobras, para arrecadar cerca de R$ 20 bilhões, é criminosa.

Cabe destacar que a receita líquida anual do grupo está em R$ 61 bilhões anuais.

A Eletrobras é a garantidora da segurança energética do País.

A empresa se transformou em um dos maiores agentes do setor elétrico brasileiro durante os governos de Lula e Dilma.

Participou dos consórcios responsáveis por hidrelétricas como Belo Monte, o maior projeto do País na área de geração de energia elétrica, além da construção de linhas de transmissão.

Com os governos do PT a geração de energia cresceu 60%, evitando racionamento inclusive durante a grave seca ocorrida entre 2014 e 2015.

Temer apoia o fracassado modelo de privatização dos anos 90 do PSDB, o qual gerou aumento de tarifas e a piora nos serviços.

Os brasileiros ainda se lembram do apagão de 2001, no governo Fernando Henrique Cardoso, quando o Brasil voltou à época das lamparinas e velas e sofreu o maior racionamento energético da história mundial em tempos de paz.

Com a decisão de privatizar a Eletrobras, o País segue na contramão do restante do mundo.

Além de os serviços de distribuição de energia elétrica serem majoritariamente estatal e com capital de origem nacional, nos países europeus e nos Estados Unidos a questão é tratada como de segurança nacional.

Recentemente, a Austrália, os EUA e a Alemanha barraram investimentos chineses da ordem de US$ 38,9 bilhões no setor de energia e em outros, alegando questões de segurança nacional.

A política de privatização do governo Temer coloca em xeque o protagonismo nacional no planejamento e na operação da matriz elétrica brasileira.

Brasília, 22 de agosto de 2017

Carlos Zarattini (SP), líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados

captura-de-tela-2017-08-22-axxs-19.00.33.pngcaptura-de-tela-2017-08-22-axxs-19.00.41.png

Leia também:

Paulo Teixeira: “Reforma” política é para conservar base Cunha-Aécio-Temer

O post PT diz que Temer vai arrecadar R$ 20 bi vendendo empresa que tem receita anual de R$ 61 bi apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.