Requião: Bancos são a maior ameaça à soberania do Brasil

:: Viomundo em 22/06/2017 14:11 ::

Clique na imagem para ver o vídeo:
0.jpg

por Roberto Requião, no lançamento da Frente Parlamentar Mista de Defesa da Soberania Nacional

A Frente que estamos constituindo hoje está aberta a todos os parlamentares que expressem uma genuína preocupação com os destinos da Nação, hoje claramente ameaçada por forças internas e externas.

Ela transcende a partidos, mas tem uma profunda marca ideológica de compromisso com a defesa da soberania nacional e com o nacionalismo.

Nacionalismo sem xenofobia.
Continuar lendo

Estreia hoje no TUSP a peça Roda das Vozes em Estado de Sítio

:: Viomundo em 22/06/2017 14:11 ::

Clique na imagem para ver o vídeo:
0.jpg

AUSGANG DE TEATRO ESTRÉIA

“RODA DAS VOZES EM ESTADO DE SÍTIO”

Curta temporada no TUSP propõe debate sobre o papel da palavra na sociedade atual

Da Assessoria de Imprensa do Ausgang de Teatro, via Barão de Itararé

Num tempo em que somos estilhaçados pelo capital corporativo, a voz e a palavra podem emergir como resistência a toda forma de controle e violência.
Continuar lendo

Pesquisa: Globo ainda derrota Lula, mas é por pouco

:: Viomundo em 22/06/2017 13:56 ::

captura-de-tela-2017-06-22-axxs-13.25.23.pngcaptura-de-tela-2017-06-22-axxs-13.25.33.png

Da Redação

Pesquisa recém divulgada pelo Poder 360 demonstra que a TV Globo ainda tem leve vantagem sobre o ex-presidente Lula na disputa presidencial de 2018.

50% rejeitam candidato do PT e 47% do PSDB, diz um dos itens da pesquisa.

Porém, como as escolhas se dão sobre candidatos e não desejos, por enquanto devemos focar nas candidaturas existentes.

A da TV Globo teve crescimento e atingiu agora 31% das preferências.
Continuar lendo

Jornalistas Livres: Moro mandou criar CPF e conta bancária falsas para atender polícia americana sem comunicar ao Ministério da Justiça

:: Viomundo em 22/06/2017 13:31 ::

captura-de-tela-2017-06-22-axxs-13.13.18.png

Moro atropela lei brasileira para atender pedido da polícia dos EUA

O juiz autorizou produção de documento falso e abertura de conta secreta para agente de polícia americana

por Gustavo Aranda, Jornalistas Livres

O Juiz Sérgio Moro determinou em 2007 a criação de RG e CPF falsos e a abertura de uma conta bancária secreta para uso de um agente policial norte-americano, em investigação conjunta com a Polícia Federal do Brasil.

No decorrer da operação, um brasileiro investigado nos EUA chegou a fazer uma remessa ilegal de US$ 100 mil para a conta falsa aberta no Banco do Brasil, induzido pelo agente estrangeiro infiltrado.

Na manhã da última terça-feira (20), os Jornalistas Livres questionaram o juiz paranaense sobre o assunto, por meio da assessoria de imprensa da Justiça Federal, que afirmou não ter tempo hábil para levantar as informações antes da publicação desta reportagem (leia mais abaixo).

Todas essas informações constam nos autos do processo nº.
Continuar lendo

Mensagens confirmam intimidade de Temer com homem da mala: “O que você decidir está bom pra mim”

:: Viomundo em 22/06/2017 13:17 ::

captura-de-tela-2017-06-22-axxs-12.58.28.png

PF encontra mensagens de Loures para Temer: “O que você decidir está bom para mim”

do Jornal do Brasil

A Polícia Federal identificou mensagens no celular do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ex-assessor especial do presidente Michel Temer (PMDB) que, segundo as investigações, reforçariam a relação entre os dois.

Uma delas diz respeito à Caixa Econômica Federal.
Continuar lendo

Eu desisto

:: Viomundo em 22/06/2017 12:16 ::

desisto-581x400.png

por Marco Aurélio Mello

Eu desisto de tentar mostrar às pessoas aquilo que elas não querem ver.

Eu desisto de esperar que um dia elas acordem e percebam que vivem alienadas.

Eu desisto de acreditar que basta mudar o canal que a informação será transformadora.

Eu desisto de respeitar quem defende uma Justiça cega e de sabre na mão.

Eu desisto de quem aponta no outro os erros que não vê em si próprio.

Eu desisto dos que agem no privado contrariamente ao que pregam em público.

Eu desisto de crer que o mal arrefeça com o beneplácito do bem.

Eu desisto de torcer pelo sucesso dos que se regozijam com o fracasso dos outros.

Eu desisto de amar incondicionalmente quem não quer criar vínculos amorosos.

Eu desisto, eu desisto, eu desisto.

O post Eu desisto apareceu primeiro em Viomundo – O que você não vê na mídia.

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Temer demite melancias de Hélio José, expondo ainda mais o toma-lá-dá-cá

:: Viomundo em 22/06/2017 10:51 ::

captura-de-tela-2017-06-22-axxs-10.23.48.png

Nós não podemos permitir que o governo transforme votações em balcão de negócios. Esse governo está podre. Esse governo corrupto tinha que ter vergonha na cara e renunciar. Hélio José, em discurso no Senado, depois da retaliação.

Temer demite apadrinhados políticos de Hélio José

Helena Mader, Correio Braziliense

O presidente Michel Temer demitiu apadrinhados políticos do senador Hélio José (PMDB-DF), depois que o parlamentar votou contra o relatório da reforma trabalhista na na Comissão de Assuntos Sociais.

As exonerações saíram publicadas na edição desta quarta-feira (21/06) do Diário Oficial da União.

Entre os servidores indicados por Hélio José e demitidos hoje está o superintendente regional da Secretaria de Patrimônio da União no Distrito Federal, Francisco Nilo Gonsalves Júnior, além de outros funcionários da SPU.

A nomeação de Nilo, em agosto do ano passado, gerou muita polêmica.

O senador do DF foi flagrado em gravações divulgadas na internet dizendo que consegue nomear “a melancia que quiser” no governo federal e que quem “não estiver com ele” pode “cair fora”.

“Isso aqui é nosso.
Continuar lendo

A Falha vive! Censor Otavinho toma de 4 a 1 no STJ

:: Viomundo em 22/06/2017 00:46 ::

captura-de-tela-2017-06-22-axxs-00.31.10.png

Legislação brasileira protege a paródia, diz STJ ao liberar Falha de S.Paulo

Por Pedro Canário, no Consultor Jurídico

A 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça autorizou o funcionamento do site Falha de S.Paulo, paródia do jornal Folha de S.Paulo.

Por quatro votos a um, o colegiado entendeu que a legislação de direito autoral autoriza a paródia e protege o direito à irreverência do direito ao entretenimento.

A corte também rejeitou a tese da violação de marca, já que elas podem ser reproduzidas se destinadas a fins diferentes, como era o caso da Falha com a Folha.

Prevaleceu o voto do ministro Luís Felipe Salomão, primeiro a divergir do relator, ministro Marco Buzzi.

O julgamento estava parado desde o dia 21 de fevereiro, por pedido de vista do ministro Raul Araújo.

Nesta quarta, ele levou seu voto-vista, acompanhando Salomão, que também foi seguido pelos ministros Antônio Carlos Ferreira e Isabel Gallotti.

A principal tese do jornal era que o Falha de S.Paulo violava sua marca por usar tipologia semelhante, o que poderia confundir seus leitores.

Salomão rejeitou a tese.
Continuar lendo

Eleita para Comissão de Direitos Humanos da OEA, Flávia Piovesan fecha os olhos para as violações e o Estado de Exceção no Brasil e legitima lá fora o golpe

:: Viomundo em 21/06/2017 23:01 ::

violencia-em-bsb-e-direitos-humanos.jpgpor Conceição Lemes

Nesta quarta-feira (21/06), em Cancún, no México, a Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA) elegeu três dos sete membros Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) para o período 2018-2021.

Um dos novos membros é Flávia Piovesan, secretária especial de Direitos Humanos do governo Temer.

A CIDH atua no monitoramento dos direitos humanos nos 34 estados-membros da OEA.

Sua candidatura foi denunciada por várias instituições da área de direitos humanos, entre as quais o Comitê da América Latina e do Caribe para a Defesa dos Direitos das Mulheres (Cladem) e Cladem- Brasil.

Em documento ao secretário-geral da OEA, o Cladem e o Cladem-Brasil alertaram que a figura de Flávia Piovesan não pode ser descolada da atual situação brasileira no campo dos direitos humanos:

Apesar da trajetória acadêmica na área dos direitos humanos, a candidata embarcou no projeto de governo instalado com a subversão da ordem constitucional – e isso não pode ser minimizado, não pode estar separado de sua trajetória de estudiosa dos direitos humanos.

Não podemos ter uma visão de mundo na sociedade civil e outra quando se está no governo, sob pena de não sabermos quem, ao final, ocupará eventual vaga na CIDH.
(…)

Por tudo quanto consideramos em relação ao currículo da candidata e sua atuação, reconhecida como estudiosa dos direitos humanos e com convicções teóricas, a experiência (anti) democrática recente no país apresentou uma relação de profunda alienação entre a sociedade civil e a secretaria de direitos humanos, ocupada pela candidata.

Coincidentemente, nesta quarta-feira (21/06), a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados realizou audiência pública para tratar da violência policial nas manifestações.

Entre as pessoas que foram ouvidas, esteve Clementino Nascimento Neto, 35 anos.

Em 24 de maio, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, durante ato pelo Fora Temer, ele teve o olho esquerdo atingido por bala de borracha disparada pela tropa de choque.

Não foi a única vítima.

“Houve tentativa de massacre”, denunciou no dia Beatriz Cerqueira, coordenadora do Sind-UTE-MG e presidenta da CUT/MG.

A repressão policial foi tamanha que no dia seguinte, 25 de maio, parlamentares, artistas, intelectuais, entregaram ao representante da Organização das Nações Unidas (ONU), em Brasília, uma carta-denúncia, onde relataram as graves violações de direitos humanos no Brasil e pediram a visita do Alto Comissariado da ONU ao País

A carta-denúncia foi encaminhada também à CIDH/OEA e a outras entidades brasileiras e internacionais defensoras de direitos humanos no Brasil

Curiosamente, Flávia Piovesan não deu um pio contra essa barbárie em Brasília, tampouco sobre a carta-denúncia à ONU.

A ministra de Direitos Humanos, Luislinda Valois, fez o mesmo: nada!

Comportaram-se também como samambaia, em 28 de abril de 2017, quando a polícia reprimiu com bombas a marcha dos indígenas ao Congresso Nacional.

Parêntese.
Continuar lendo

Gilmar usa plenário para atacar delações premiadas: “Quem é que tá fazendo lei agora?”

:: Viomundo em 21/06/2017 19:36 ::

gilmar-mendes-e-temer-2-copia.jpg

Da Redação

Os temas que começaram a ser discutidos nesta quarta-feira no STF são bastante restritos: pode um ministro, monocraticamente, ou seja, sozinho, homologar um acordo de delação premiada –atestar que ele cumpre as exigências da lei — independentemente do mérito?

A distribuição deve ser por prevenção, ou seja, o relator deve ficar com os inquéritos que tratem de fatos conexos aos demais casos de sua relatoria?

A primeira questão foi levantada pelo próprio Fachin, a segunda pelo governador de Mato Grosso do Sul, o tucano Ricardo Azambuja, um aliado muito próximo de Aécio Neves.

Azambuja alega que as denúncias da JBS contra ele não tem relação com a Operação Lava Jato e, portanto, Fachin não poderia ter homologado a delação.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, esclareceu que o caso específico de Azambuja já havia sido destacado da peça principal e enviado ao foro adequado, o STJ.

Até agora, apenas um ministro votou, acompanhando o relator: Alexandre de Moraes.

Isso não impediu que, durante os debates, o ministro Gilmar Mendes usasse o plenário para retomar seus ataques à Procuradoria Geral da República.

“A Procuradoria pode muito, mas pode tudo?”, questionou Gilmar.

Ele sugeriu que o delator Joesley Batista, da JBS, tem usado “jargão ajustado com a procuradoria”.

Citou casos em que teriam sido fechados acordos de delação premiada “ilegais”.

Disse que ao definir as penas a serem cumpridas pelos delatores, a PGR está legislando, ou seja, reescrevendo as leis.

Para Gilmar, os termos dos acordos em que a PGR abre mão da abertura de inquérito nunca poderão ser avaliados lá na frente, pela Justiça, justamente pela ausência de inquérito.
Continuar lendo