Vexame internacional

:: Bernardo Mello Franco em 23/06/2017 04:06 ::

BRASÍLIA – A viagem de Michel Temer à Europa produziu um vexame internacional. Enquanto o presidente passeava em Oslo, o governo da Noruega anunciou que cortará pela metade a ajuda ao Fundo Amazônia. O motivo é o fracasso do Brasil no combate ao desmatamento. Leia mais (06/23/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

União contra a delação

:: Bernardo Mello Franco em 22/06/2017 03:00 ::

BRASÍLIA – O que o impeachment separou só a Lava Jato é capaz de unir. Depois de um divórcio litigioso, PMDB e PT voltaram a se entender em ao menos uma coisa. Os dois partidos querem impor um freio às delações premiadas. Leia mais (06/22/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Fatos desprezíveis

:: Bernardo Mello Franco em 21/06/2017 04:02 ::

BRASÍLIA – O presidente Michel Temer afirmou nesta terça que o seu governo colocou o país “nos trilhos”. Em visita a Moscou, ele disse liderar “a mais ampla agenda de reformas das últimas décadas”. “É claro que há lá uma ou outra observação, uma ou outra objeção”, comentou o pemedebista, cuja gestão é aprovada por apenas 9% dos brasileiros. Leia mais (06/21/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

O negócio das CPIs

:: Bernardo Mello Franco em 20/06/2017 02:45 ::

BRASÍLIA – A entrevista de Joesley Batista não se limitou às acusações contra Michel Temer e seu grupo, que o empresário definiu como “a quadrilha mais perigosa do Brasil”. Ele também deu uma aula sobre o financiamento ilegal de campanhas e a máquina de fazer negócios nas CPIs. Leia mais (06/20/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

O ministério que virou suco

:: Bernardo Mello Franco em 18/06/2017 03:27 ::

BRASÍLIA – Ao tomar posse, Michel Temer decretou o fim do Ministério da Cultura. Depois de uma semana de protestos, ele voltou atrás. A pasta foi recriada, mas o presidente continuou a tratá-la com indiferença. Leia mais (06/18/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Quebrando o tabu

:: Bernardo Mello Franco em 16/06/2017 03:29 ::

BRASÍLIA – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sugeriu a Michel Temer que desista de se agarrar à cadeira e faça um “gesto de grandeza” para abreviar a crise. Como o peemedebista se recusa a renunciar, FHC indicou uma saída honrosa: pedir a realização de novas eleições. Leia mais (06/16/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Jorge Bastos Moreno

:: Bernardo Mello Franco em 15/06/2017 02:19 ::

BRASÍLIA – Jorge Bastos Moreno era filho de um taxista cujo ponto ficava ao lado de uma banca de jornal em Cuiabá. À noite, o jornaleiro deixava que ele levasse um exemplar encalhado para casa. Foi assim que o futuro repórter descobriu o gosto e a vocação para a notícia. Leia mais (06/15/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Ganância desmedida

:: Bernardo Mello Franco em 14/06/2017 02:44 ::

BRASÍLIA – Na sentença que condenou Sérgio Cabral a 14 anos de prisão, o juiz Sergio Moro afirma que o ex-governador do Rio revelou “ganância desmedida”. Não bastava desviar dinheiro público. Era preciso esbanjá-lo em joias, iates, ternos sob medida, sapatos de sola vermelha. Leia mais (06/14/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Casamento de conveniência

:: Bernardo Mello Franco em 13/06/2017 03:44 ::

BRASÍLIA – O PSDB tirou o Dia dos Namorados para discutir a relação com o governo. O partido reclamou do parceiro, pediu que ele se comporte melhor, mas desistiu de sair de casa. O romance continua, pelo menos até a próxima desavença. Leia mais (06/13/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Abusos e agressões

:: Bernardo Mello Franco em 11/06/2017 02:39 ::

BRASÍLIA – Enquanto Gilmar Mendes fatiava a pizza no TSE, Michel Temer enviou uma carta ao ministro Edson Fachin. Investigado por suspeita de corrupção, organização criminosa e obstrução da Justiça, o presidente informou na missiva que não responderia ao interrogatório da Polícia Federal. Ele se apresentou como vítima de “abusos e agressões aos seus direitos individuais e à sua condição de mandatário da nação”. Leia mais (06/11/2017 – 02h00)

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.