É erro apostar que Raquel Dodge será marionete

:: Kennedy Alencar em 29/06/2017 08:59 ::

O presidente Michel Temer foi rápido para tentar esvaziar o poder de Rodrigo Janot, atual procurador-geral da República. Recebeu a lista tríplice da ANPR (Associação Nacional do Procuradores da República) ontem mesmo e escolheu a procuradora Raquel Dodge. Com a sucessora já indicada, há em Brasília aquela velha lenda do cafezinho frio que chega à mesa das autoridades que serão substituídas.

O mandato de Janot vai até 17 de setembro _ele ainda tem lenha para queimar. Temer poderia ter esperado um pouco mais, como fizeram antecessores, mas o presidente levou em conta a oposição que Raquel Dodge faz à gestão de Rodrigo Janot.
Continuar lendo

Renan abandona dubiedade e queima caravelas com governo

:: Kennedy Alencar em 28/06/2017 22:59 ::

Renan Calheiros costuma manter os pés em duas canoas. Mas hoje queimou as caravelas em relação ao governo Temer e abandonou a liderança do PMDB antes de ser derrubado por uma articulação do Palácio do Planalto.

Diante da iminente queda, Renan resolveu sair atirando e causou forte desgaste ao presidente Michel Temer, dizendo que o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha influencia o governo da prisão.

Temer preferiu trabalhar para tirar Renan da liderança do PMDB a fim de evitar novo boicote à articulação política do governo, como aconteceu na semana passada na reforma trabalhista.

Assista a mais um tema do “SBT Brasil”:

Clique na imagem para ver o vídeo:
0.jpg

Clique aqui para ver esta matéria na fonte original.

Temer escolhe Raquel Dodge, opositora de Janot, para chefiar PGR

:: Kennedy Alencar em 28/06/2017 22:59 ::

O presidente Michel Temer agiu rápido na escolha da substituta de Rodrigo Janot para comandar a Procuradoria Geral República. Apontou hoje Raquel Dodge, que será sabatinada pelo Senado.

Há fatores que contavam a favor de Dodge, segunda colocada na eleição realizada ontem pela ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República). O primeiro foi respeitar a lista tríplice. Temer não manteve a tradição de Lula e Dilma de indicar o mais votado. No entanto, a reivindicação da ANPR é seguir a lista. Temer fez isso.

Não indicou o mais votado, Nicolau Dino, porque ele era o candidato de Janot.
Continuar lendo

TRF de Porto Alegre impõe limite a usar delações como provas

:: Kennedy Alencar em 28/06/2017 10:04 ::

Tem impacto importante a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região que absolveu o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto em um dos processos aos quais ele responde. O TRF de Porto Alegre estabeleceu um limite para o uso de delações premiadas.

O tribunal deixou claro, como manda a lei, que as delações não podem ser provas únicas, mas dependem da produção de outras para que sejam suficientes a fim de condenar alguém. Essa decisão ganha mais importância ainda porque se trata do tribunal que examina as decisões do juiz Sergio Moro a respeito dos processos da Lava Jato.

O Tribunal Regional Federal de Porto Alegre tem fama de confirmar a maioria das decisões de Moro.
Continuar lendo

Temer abre fogo contra Janot; 2ª instância absolve Vaccari

:: Kennedy Alencar em 27/06/2017 22:49 ::

Foi decisão do próprio presidente Michel Temer fazer o pronunciamento e atacar o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Alguns auxiliares avaliavam que o presidente não deveria falar.

Um destaque foi dizer que, se fosse usar os critérios da denúncia, Temer poderia sugerir que Janot teria recebido dinheiro de um ex-procurador que era seu homem de confiança e deixou o cargo para advogar para a JBS.

Foi o momento em que Temer disse que a denúncia se baseava em ilações. Outro destaque foi criticar o fatiamento da denúncia, dizendo que era uma forma de parar o país e o Congresso.

*

Limite federal

O Tribunal Regional Federal de Porto Alegre absolveu o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que havia sido condenado pelo juiz Sérgio Moro a 15 anos e 4 meses de prisão por lavagem de dinheiro, corrupção e associação criminosa, levando em conta cinco delatores.

Esse tribunal tem fama de confirmar as decisões de Moro.
Continuar lendo

Raquel Dogde é mais cotada para substituir Janot

:: Kennedy Alencar em 27/06/2017 19:44 ::

A tendência do presidente Michel Temer é escolher para a Procuradoria Geral da República um dos nomes da lista tríplice que é resultado da eleição da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República). Temer vai estudar as opções.

Segundo auxiliares do presidente, Raquel Dogde, que ficou em segundo lugar, é bem cotada. Ela fez oposição à gestão de Rodrigo Janot. Há rumores de que teria apoio de caciques do PMDB.

É improvável que Temer escolha alguém de fora da lista, mas, na dinâmica de guerra política estabelecida em Brasília, essa possibilidade não deve ser descartada.
Continuar lendo

Denúncia aumenta pressão para Rocha Loures falar

:: Kennedy Alencar em 27/06/2017 08:54 ::

Com a denúncia da Procuradoria Geral da República, o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures continuará preso. Até hoje, ele se manteve calado. Se Rocha Loures decidir falar, tentando uma delação premiada, Janot pode obter um fato novo que afete negativamente a articulação política do presidente Michel Temer na Câmara.

Essa denúncia certamente colocará Rocha Loures sob maior pressão, porque contra ele há uma prova cabal de recebimento de propina. Rocha Loures é um fator fundamental para o desfecho da crise. Se permanecer calado, ajuda Temer. Se falar, ajuda o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Como a estratégia do Ministério Público é fatiar denúncias e foi solicitada ontem a abertura de mais um inquérito contra Temer e Rocha Loures envolvendo mudança de legislação sobre os portos, não há perspectiva de saída do ex-deputado federal da prisão no curto prazo.

Outro fator importante: um desembarque do PSDB também seria negativo para Temer, mas o partido está muito dividido.
Continuar lendo

Primeira denúncia contra Temer não tem fato novo

:: Kennedy Alencar em 26/06/2017 22:49 ::

A primeira denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o Michel Temer não traz um fato novo em relação ao que o Ministério Público e a Polícia Federal já haviam apresentado ao inquérito que tramita contra o presidente da República no STF (Supremo Tribunal Federal).

Janot afirma que quando Temer destacou o então deputado federal Rodrigo Rocha Loures como interlocutor do empresário Joesley Batista, já havia ali uma ordem para tratarem de eventual propina.

A defesa do presidente afirma que Temer destacou Rocha Loures para tratar de assuntos de interesse da JBS no governo e que a empresa não teve sucesso.
Continuar lendo

Temer deverá dizer que Janot não tem prova cabal

:: Kennedy Alencar em 26/06/2017 21:49 ::

O presidente Michel Temer fez reuniões ontem e hoje para pedir aos aliados que analisem rapidamente na Câmara a denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Essa orientação vale para outras denúncias que poderão ser apresentadas. Temer acha pior esticar o processo.

O governo também vai insistir na tese de que Janot está se baseando em indícios, sem prova cabal. O presidente nega que tenha dado autorização para Rodrigo Rocha Loures receber a mala com propina da JBS. Mas teria orientado o empresário Joesley Batista a tratar com Rocha Loures de assuntos de interesse da JBS no governo que acabaram sendo negados pelas autoridades.

*

O outro tema do SBT foi avaliação da pesquisa Datafolha sobre a sucessão presidencial de 2014.
Continuar lendo

Datafolha reforça possibilidade de candidatura de Joaquim Barbosa

:: Kennedy Alencar em 26/06/2017 08:44 ::

A nova rodada do Datafolha sobre a sucessão presidencial traz boas notícias para Lula, Jair Bolsonaro e Joaquim Barbosa. Reserva ainda más notícias para Marina Silva e tucanos.

Lula e Bolsonaro continuaram a ganhar cacife. O petista é o único político atingido pela Lava Jato que conseguiu manter boa parte da força eleitoral. Hoje, a rejeição dele é alta. Seria um problema para o segundo turno. Mas, se vencer obstáculos jurídicos e conseguir ser candidato, poderia reduzir a rejeição. Seria forte candidato. Aliás, no mais recente Datafolha, Lula se mostrou competitivo também nos cenários de segundo turno.

Bolsonaro (PSC) prossegue tomando votos dos tucanos ou, pelo menos, mantendo com ele parte do eleitorado que já votou no PSDB.
Continuar lendo